SoninhaFrancine @SoninhaFrancine
SoninhaFrancine @SoninhaFrancine
São Paulo
Vc pode discordar do que eu digo (IMPOSSÍVEL concordar o tempo todo com quem quer que seja). Mas vc sabe o que eu penso.
Make a gift
Faça sua pergunta
RSS Report answers
Oi "prefeita" As reuniões dos conselhos não poderiam ser passadas ao vivo via internet...
Deveriam. Aliás, as eleições podiam perfeitamente ser feitas pela internet, com solicitação do número do CPF por exemplo - seria um controle melhor do que o que foi feito (isto é, nenhum) na eleição presencial para o Conselho de Transporte... Ridículo é ter um lugar só para a cidade inteira, com votação aberta por 40 minutos. "Democrático" pacas
1 person likes this
Oi Soninha. Abandonou isto aqui? Se não, gostaria de saber o que vc pensa da questão do IPTU.
Abandonei não, só fiquei um tempo longe rs.
Seguinte: existem imóveis que estão muitíssimo defasados quanto ao IPTU. Casas e apartamento grandes, de propriedade ou alugadas por gente de alto poder aquisitivo, pagando menos imposto do que outras de valor muito menor.
Por isso, além da correção "normal" pela inflação, em alguns casos é justo aumentar o imposto.
MAS quando o PT é oposição, não admite isso de jeito nenhum. Quando foi o Kassab que propôs o aumento para uns junto com a redução e isenção de outros, o Donato fez discurso veemente contra... Tempos atrás publiquei o link para a íntegra...
Em todo caso, é justo analisar os dois lados: se o aumento é justo e as isenções também. E o que o Haddad propôs e aprovou na Câmara, com seu rolo compressor (o maior que já se viu, nem o Maluf e o Pitta aprovavam tudo com tanta velocidade!) é completamente descabido.
Ele acabou dividindo a cidade, em "as partes ricas" e "as partes pobres". Quem foi contra o aumento era "rico" que não queria saber de justiça social... Horrível esse apartheid incentivado pelo PT, isso é cultura do ódio...
Acontece que:
1 - Regiões com imóveis de alto padrão também tem imóveis mais simples... Que já estão se ferrando com a descaracterização total do bairro e praticamente sendo expulsos de lá, seja pela atividade imobiliária ou pela especulação imobiliária. Então o casal que mora em uma casinha há 40 anos teve seu IPTU aumentado em XYZ% porque o metro quadrado da região foi valorizado... Mas eles não ganharam nada com essa valorização, muito pelo contrário! Então o seu antigo bairro, que já está se tornando proibitivo para a classe média mais baixa porque só tem imóveis caríssimos, passa a ser proibitivo pra ele também! Ele não vendeu a casa, portanto a "valorização" não significa que ele tem mais dinheiro e pode pagar mais imposto!!!
2 - Exatamente porque o mercado provoca a valorização do metro quadrado - às vezes de modo artificial e especulativo - a prefeitura não pode agravar a situação jogando o imposto de todo mundo nas alturas, só porque "o bairro se valorizou". Assim é que a gente não consegue trazer o pessoal mais pobre pra morar no centro, como eu defendo e o PT diz que defende...
É isso que eu penso :)
O que acha das faixas de ônibus?
Dar prioridade para o transporte coletivo em detrimento do automóvel é mais do que necessário, é indispensável, mesmo que cause mais dificuldades para o último - mas sair pintando faixa a torto e direito não é o jeito certo de fazê-lo. É exatamente como no caso das ciclovias: são indicadas em várias situações, mas também não adianta sair fazendo ciclovia sem pé nem cabeça. As faixas do Haddad, muito mal feitas, não são ruins só para os carros - são ruins até para os ônibus. Na melhor das hipóteses, trazem uma melhoria muito superficial para o sistema e não pode ficar só nisso. Um exemplo BÁSICO de mal funcionamento do sistema que não está nem perto de ser resolvido: o intervalo entre os ônibus - a falta de critério, de fiscalização e de informação. Outro dia vi uma cena clássica: dois ônibus da mesma linha passaram colados um no outro (os dois vazios); um senhor veio correndo, não chegou ao ponto a tempo e quis morrer. Sabe deus quando viria o próximo!
O sistema de ônibus só vai melhorar mesmo quando unirem a inteligência e conhecimento dos especialistas com a vivência insubstituível dos usuários. O Conselho Municipal de Trânsito e Transporte, do jeito como foi formado e do modo como estão sendo eleitos os conselheiros, não vai chegar nem perto disso.
2 people like this
Como eu não moro mais em SP queria saber se você tem acompanhado o Conselho Participativo No meu bairro parece que as coisas estão melhorando muito, mas faz tempo que não visito
Não tenho visto as coisas melhorarem muito... Talvez no seu bairro elas realmente estejam mudando para melhor, mas na maioria dos lugares por onde ando (e são muuitos), as coisas estão iguais ou até piores (um absurdo). Quanto ao Conselho Participativo: que eu saiba, os conselheiros foram empossados mas ainda não começaram a atuar (aliás, no dia 30 tem eleição para representantes dos imigrantes). Procurei a informação sobre reuniões dos Conselhos em vários lugares (site da prefeitura, das Subprefeituras...) e não encontrei nada.
E o Serra hein??????
Que é que tem?
Oi Soninha, sou sua fã! Li outro dia um trecho de um livro que tinha historia de varias mulher, entre elas a sua. Gostaria de ler o livro todo mas nao me lembro o nome do livro. Vc sabe de qual livro estou falando. Obrigada
:)
O livro deve ser esse: "O feminino e o sagrado" http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1208/Feminino+e+o+sagrado,+O
1 person likes this
Soninha, qual o seu posicionamento com relação a legalização da maconha? E, por que?
A favor da legalização da produção e comércio, isto é, trazer essas duas atividades para o mundo das regras civilizadas, com obrigações (ex: rotulagem, fiscalização da ANVISA, empregados contratados por CLT ou outro modo decente, pagamento de impostos), restrições (não pode vender em determinados lugares) e proibições (à publicidade, por exemplo). E tirar do monopólio da bandidagem, em que isso tudo é baseado na lei do cão.
9 people like this
O que você pensa a respeito do aumento da tarifa do transporte público em SP e por todas as manifestações que estão ocorrendo?  Juliana Ozeranski Rosa
1) Aumento: não é, como costumam dizer (PT inclusive, qdo não é governo), um aumento do lucro das empresas. O contrato de concessão determina qto elas vão ganhar pela operação das linhas (acho que é 6% sb o custo - coisa mais difícil é encontrar o contrato E entender). Os custos de operação aumentam sempre (combustível, recursos humanos etc) e elas precisam receber mais $, não tem jeito. SÓ QUE: 1) o custo poderia ser menor se o sistema fosse inteligente - um sinal visível de que não é: avenidas (como a Paulista) e corredores (como o da M'Boi) em que ônibus (às vezes bem vazios) ficam parados horas em congestionamento (de carro E de ônibus!!). 2) As empresas podem lucrar mais do que deveriam por falta de FISCALIZAÇÃO da prefeitura. TInham de ter 3 carros na linha e não tem. TInham de renovar a frota e não renovam (não estou falando de todas, mas há algumas nessas condições). Tinham de oferecer condições boas para motoristas e cobradores nas garagens e não oferecem. E tem as que usam terrenos enormes cedidos pela prefeitura - que poderiam (deveriam) ter outro uso. 2) Manifestação: uma coisa é ir pra rua protestar (alguns, pelo aumento; outros, por qualidade melhor, e o aumento é um "estopim". Outra coisa é ir pra destruir, pra chamar atenção com violência e vandalismo (e que se f. os trabalhadores, em nome dos quais é, supostamente, a manifestação) pra bater e apanhar (para alguns, exibir marca de cacetada é motivo de vanglória). Como diz minha filha, estão lá "só pra causar". Se fosse outra a razão da manifestação, estariam lá do mesmo jeito.
Quem era seu (sua) melhor amigo(a) na Mtv?
A Joana Mazzuchelli (já não sei quais letras são as dobradas rs), diretora. Confidente, companheira generosa, inseparável. A casa dela tinha um quarto "meu" rs. E tb tinha o Cacá Marcondes, companheiro de algumas revoltas e de futebol.
Soninha, o maior erro da humanidade e se dizer imparcial quando sabemos que não existe imparcialidade em lugar algum?
O maior? Não, não o maior rs
404, políticos que prestam not found.
kkkk
Soninha, fazendo uma grande contextualização histórica, vc não acredita que o Maluf até que trouxe benefícios para o desenvolvimento de São Paulo? Veja, a ditadura era um pré-requisito para o Brasil continuar recebendo investimenos do exterior, e manter o sist capitalista. ps: nunca votei nele
Não, não acredito. Democracias também recebem investimentos do exterior - até porque o capitalismo quer abrir mercados (ou a abolição da escravatura foi resultado só de princípios humanistas?). E o Maluf tem toda uma linha de conduta truculenta ("A RRRota na RRRRua" - um batalhão de confronto/choque fazendo policiamento, imagine), estrábica e desonesta que não se pode tolerar em nome de supostos benefícios. Desonesta porque, sabemos, custos de obras públicas foram aumentados horrores com dividendos distribuídos para uns poucos, ele inclusive; desonesta porque mentirosa, quando ele se gaba de coisas que não fez (nisso ele tem muitos seguidores); estrábica porque o maledeto investiu em imensas obras viárias que custavam o mesmo que uma linha de metrô e atendiam ao tráfego de automóveis e olha lá - hoje a gente vê no que deu essa escolha, que lá atrás muitos já sabiam e denunciavam como medidas na contramão da política urbana desejável. Se ele fez alguma coisa boa? Claro, dá até pra pensar em algumas. Começar a enfiar na cabeça das pessoas a necessidade de usar o cinto-de-segurança, por mais "autoritária" que tenha sido a medida (não é tudo nessa vida que tem de ser debatido e decidido por escolha da maioria, pls). Concedeu um terreno para o Graac erguer o que é hoje uma magnífica Casa de Apoio (para crianças e acompanhantes q vem de outros estados tratar câncer infantil em São Paulo). Vai dizer que isso não é melhor que doar um terreno enorme no centro da cidade para o Instituto Lula construir um museu? Maluf 1 x 0 Kassab e Lula
1 person likes this
Soninha, queria entender política, no geral. Sou leiga neste assunto, indica algum método?
Quem dera tivesse modo fácil de aprender... Começa que a gente não aprende na escola, apesar de ensinarem a tabela periódica, mitocôndrias e retículos endoplasmáticos, o resultado de raiz quadrada de três elevado a zero, as guerras púnicas etc. Acho que pra começar as pessoas precisam conhecer as regras do jogo - 99% não faz a menor idiea, incluindo os jornalistas. To falando das regras mesmo, usando jogo como metáfora e não como escárnio: o regulamento, o funcionamento. SABENDO disso, fica muito mais fácil entender as faltas, pênaltis, jogadas para expulsão, firulas etc. Eu faço o que posso: dou palestra explicando a Câmara Municipal, por exemplo (EU acompanhei a vida toda e não sabia como funciona - projeto entra aqui, passa aqui, sai ali...). Se for em escolas, associações comunitárias etc., "grátis". Se for em empresa, agora preciso cobrar porque, veja bem, renda é bom e eu preciso. Vou fazer um site chamado TeclaSap para "traduzir" a política para o "Português". E estou escrevendo 3 livros - para crianças, adolescentes e jovens - explicando o "básico" (e sofisticando um pouco mais conforme aumenta a idade). Bom, e escrevo no meu blog, no tuíter... E respondo tantas perguntas quanto consigo rs.
Alguns sites tem explicações interessantes - acho que no da Câmara Federal tem um "como funciona" (a Câmara Municipal de São Pauo tem e não é ruim). Mas que é difícil achar mínimas explicações sobre as instituições e processos, ah isso é.
como vc conseguiu revolucionar a Sutaco?
"Revolucionar"? Uau, obrigada :-) . Que delícia lembrar como foi. 1) Ouvi todas as pessoas que trabalhavam lá, logo que cheguei e o tempo todo. Em vez de ocupar todos os cargos de que eu dispunha com pessoas indicadas por mil vindas de fora da Sutaco, promovi algumas delas (quem dera tivesse a possibilidade de promover outros que tb mereciam!) 2) Junto com elas, decidi o que ia fazer: por exemplo, retomar a contratação de artesãos para a oferta de cursos. O TCE tinha "proibido" porque não aceitava os critérios de escolha dos professores (as meninas que trabalhavam lá faziam os convites aos artesãos que conheciam e tinham um bom trabalho e talento para ensinar). Eles queriam que, na falta de concorrência, houvesse comprovação de notório saber etc. Imagine, artesãos. Então reuni todos os Editais de seleção de oficineiros e use como referência para elaborar o nosso. Discuti com Procuradores etc e provei meu ponto. 3) Criei novos meios de comunicação, condizentes com a maravilha de trabalho (literalmente!) prestado pela Sutaco - o site anterior parecia página da Receita Federal, não de uma autarquia de fomento à produção artesanal e promoção da(s) cultura(s) de São Paulo. Também imprimimos material novo, digno do artesanato promovido 4) Consegui implantar a Nota Fiscal Eletrônica, foi m parto. 5) Fomos atrás de tudo quanto é parceria para a oferta de cursos - e nem precisava muito esforço, porque oferecer a possibilidade de um grupo de pessoas (90% das vezes, carentes) ter aulas com um artesão selecionado e remunerado pela Sutaco era algo que todo mundo queria. Então retomamos ações dentro do Sistema Prisional) que tinham sido descontinuadas; ficamos parceiros de várias prefeituras, do Itesp para atividades junto a assenatados e quilombolas, da CDHU, do Armazém das Oficinas (pessoal fantástico da Saúde Mental em Campinas), de muitos e muitos grupos e associações. 6) Além da retomada dos cursos, foi FUNDAMENTAL abrir as lojas de porta pra rua. Saí procurando lugares - a loja da Imprensa Oficial na XV de Novembro, ocupada pela metade, comportava perfeitamente uma loja de artesanato funcionando junto. O presidente da Imprensa topou e brigamos juntos para que acontecesse (embaço monstro). Procurei espaço no Metrô - o presidente topou de cara, achou ótimo, mas tivemos de brigar, os dois, com um diretor de Marketing da Companhia, que preferia alugar o espaço para alguém que desse lucro e nós ali só pagaríamos as despesas de manutenção (claro, é um órgão público, pelamor!). As lojas aumentarem em 20x a receita da Sutaco, permitindo adquirir mais produtos de mais artesãos, aumentando a renda deles e a divulgação de seu trabalho; 7) Com muita reflexão, discussão e pesquisa, estabelecemos critérios tão objetivos quanto possível para seleção dos trabalhos a serem vendidos na loja, dependendo menos de simpatia e olhômetro (xi, vou ter de continuar em um outra resposta, caraceteres esgotados aqui)
1 person likes this
Soninha, sou fã da maioria das suas opiniões. O que você acha dessa "forçação de barra" da Globo para fazer o brasileiro engolir a Copa do Mundo, sem falar do prejuízo que ela dará? (Davi)
Acho que, pra variar, a Globo escolhe cobrir futebol, e especialmente a seleção, como espetáculo e não como jornalismo. E acaba sendo conivente (e cúmplice...) de uma farra absurda.
1 person likes this
E deixa eu te perguntar uma coisa: tem gente que te olha torto, na política, por causa das suas posições sobre drogas?
Claro. Olha torto ou esculacha. Uma vez propus a abertura de uma CPI para investigar denúncias graves contra o então presidente da casa, vereador Antonio Carlos Rodrigues, que surgiram "na esteira" de uma investigação da Polícia Federal. Se não houvesse provas contra ele, ok - mas achei que era obrigação da Casa conduzir um Inquérito. Imagina o climão na Casa, ninguém afrontava ele não... Aí dois vereadores subiram na Tribuna pra me destruir. O Adilson Amadeu dizia que provavelmente eu "comia alfafa, fumava alfafa, dava alfafa pras minhas filhas". O Apolinário falou que tem gente que quer ser prefeita "e devia apresentar propostas, não fumar maconha". Se isso é dito no plenário, imagine quantos "olham torto" rs. Mas olha, tem gente que pensa completamente diferente de mim mas ENTENDE o que eu defendo/proponho e respeita. Já passei por essa experiência com o Coronel Ferrarini, imagine. Qdo ouviu a explicação, entendeu que não era porralouquice. Mas continuou deplorando a ideia - normal.
1 person likes this
Soninha, você pretende ir na Marcha da Maconha?
Iria, mas não sei se vou desta vez. Gravei um vídeo apoiando a do ABC (já não lembro se é São Caetano ou Santo André).
Mas NY, Londres, Paris e Tóqui tem metrô 24 horas por dia, não ?
O de NY, que eu usei dps de adulta (em Londres eu era pequena), tem algumas linhas que funcionam 24, não todas. E ele tem características que aqui não tem, por exemplo, trilhos paralelos - um funciona como linha expressa e o outro faz o "pinga-pinga". Então é viável interromper a circulação de uma e manter a outra funcionado.
Ricardo Young na Rede, pode ser candidato a Governador para dar palanque para Marina?
Pode, oras. Mas vai depender dele e da Rede, que sei eu? ;-)
O que quer dizer :o)? É uma carinha de nariz gordo?
É
1 person likes this
soninha, quem foi q disse q nao tem mais jeito? quem foi q disse q so tem um jeito? quem foi q disse q ter um objeto é melhor do q ser um bom sujeito? #histórico o melhor jingle q ja ouvi!!! as vezes, ainda hj, eu me pego cantando ele uashasuahsausha
:o) "Quem foi que disse que gravata é seriedade/ e que alegria não é necessidade"... É uma lista de coisas em q eu realmente acredito :o))
1 person likes this
Soninha, conheci voce atraves da tv, na MTV, mas como eu era pequeno e nao assistia sempre tenho uma duvida, voce chegou a apresentar o fica comigo?
Não... Apresentei tudo quanto é programa (eu era "VJ estepe" rsrs) mas acho até que o Fica Comigo só começou depois que eu já não trabalhava mais lá.
Soninha vc tem vontade de conhecer as ruínas de Petra?
Muita
"Eu vou ir" ...essa expressão está certa?
Não. Embora a gente use "eu vou" para indicar futuro (escrever, ler, correr...), nesse caso vira redundância. (E olha que tem "gramáticos" que execram até o "vou fazer" como forma de expressar o futuro, só admitem o "farei" rs. Mas até esses já reconhecem que "já era" rsrsrs)
Você acha que a poligamia (tanto no caso da poliginia quanto da poliandria) deveria ser legalizada? Acha que ela poderia diminuir o número de traições ou "puladas de cerca" de homens e mulheres)?
Acho que pouco importa se diminuiria ou não o número de traições. Acho que não deveria ser proibido - o que diacho o Estado tem a ver com isso? Que seja permitido. E, portanto, legalizado: regras teriam de ser aperfeiçoadas/criadas para garantir direitos de descendência, por exemplo. Se é difícil fazer partilhas em casal, que dirá com mais gente rs. Ou, pensando melhor, uniões deveriam sempre ser relações contratualizadas, será que não? Acordos firmados e assinados, compromissos assumidos? Mais verdadeiros e realistas do que "até que a morte...".Aliás, defendi sempre o direito ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, mas tendo me casado e divorciado uma vez, digo: não recomendo rsrs. União estável é muito melhor :o)
2 people like this