Lua Serena @luaserena77
Lua Serena @luaserena77
Taubaté, SP
Pratico Bruxaria há 20 anos, sou taróloga, numerológa, professora, terapeuta, mãe, amante e feliz!
caldeiraodecirce.blogspot.com
Ask me a question
RSS answers
Linda Lua, pode citar algumas de suas pequenas práticas diárias preferidas para deixar seu dia-a-dia mais encantado? Bençãos plenas.
Procuro ter um tempo, ainda que curto seja, para ler/estudar um pouco sobre coisas que me fazem bem.
Procuro meditar diariamente, mesmo quando estou num ônibus (naqueles dias em que sei que não vou conseguir sentar na frente do meu altar).
Diariamente eu converso com os deuses e tem dias que sinto a necessidade de fazer um ritual. Grealmente são oferendas, cânticos (também gosto de criar músicas), defumar a casa, trocar as mandingas, fazer algum artesanato pagão... Essas coisas.
Nem todo dia dá para fazer tudo isso. Mas todo dia eu faço alguma coisa.
Ver e viver a vida através dos mistérios: chaves que abrem muuuuitos portais.
;)
9 people like this
Olá, Lua. Qual é o período mais propício para um casamento: Mabon ou Samhain?  Amanda Rodrigues Vieira
Na minha opinião, o período que seu coração mandar.
2 people like this
"Viva intensamente a Arte e deixe que ela intensifique sua vida". Achei essa frase linda!!!!
Uma verdade que meu coração aprendeu. <3
O que eu tenho que fazer para você casar comigo?
Ser o Elfo. Não, pera... Não tem como!
5 people like this
Lua, quais livros indica sobre o estudo da religião minoica?  Hekátos Grecus
Complicado, Hekátos, pq o que se sabe é a partir da interpretação dos sítios arqueológicos. Então, todos os livros de arqueologia de Creta e Thera podem te ajudar. O problema é que a maioria não explora diretamente a religiosidade, mas os aspectos culturais e sociais, além da arquitetura e arte (olhos apurados podem puxar o fio da meada também a partir desses estudos também).
Outro entrave é que não temos muitas publicações em português sobre o assunto. Tem um do Sinclair Hood, Os Minoicos, que trata de diversos aspectos da civilização e até que fala um pouco da religião, das figuras centrais daquela religiosidade : Potnia e Potis (Senhora e Senhor).
Um muito bom que recomendo (talvez um dos mais completos) seja o do Marinatos, Minoan Religion.
E tem também as raridades (que são meu sonho de consumo): os estudos do Artur Evans.
Tenho uma listinha om vários títulos, se quiser depois te passo, mas alguns eu ainda não li.
4 people like this
Qual magia uso para pegar várias mulheres?
Mulheres não são objetos para serem pegas.
4 people like this
Bora queimar um beque?
Não curto.
2 people like this
Lua, como foi celebrar o casamento da Josy? Muita emoção ou segurou bem a onda? Foi nos moldes de um Handfasting wiccano ou algo próprio?
Ainda não fizemos a celebração, apenas uma bênção na festa, depois do civil.
Vamos fazer a cerimônia depois, nos moldes do Semente.
3 people like this
quantos caminhos iniciáticos você trilhou?
Então, eu conheci a Bruxaria muito cedo, razão pela qual trilhei todos depois de já ser bruxa. Já trilhei o rosacrucianismo, o martinismo e a Umbanda. Mas nos dois primeiros eu diria que, embora haja muita coisa legal, há uma série de pontos conflitantes para mim. Ademais, as iniciações por que passei na Arte e até mesmo na umbanda, foram infinitamente mais profundas e essas sim substancialmente transformadoras.
Fiquei onde minha alma pediu para ficar.
E, ao contrário do que muitos falam, eu acho legal conhecer outros caminhos, beber de outras fontes. Isso só reforçou meu chamado na Arte até hoje.
Mas, ao contrário de outros, eu não sou capaz de trilhar várias coisas ao mesmo tempo. O Elfo, por exemplo, consegue, e consegue até mesmo caminhos opostos, superando os pontos conflitantes, já que ele é um universalista. Eu admiro, isso nele, mas no o coração bate mais forte seja Arte do que por qualquer outro caminho iniciático ou até mesmo religioso, ou espiritual.
3 people like this
Como foi o início de seus estudos na bruxaria? Digo a rotina. A partir de qdo começou a praticar? Já era mãe? Como conciliava? Acha possível alguém q descobriu a bruxaria com quase 40 ser boa bruxa? Desculpe as várias perguntas
O início acho que foi como da maioria, adolescente, lendo muito e praticando pouco. Lia no ônibus, devorava tudo que se relacionava com o tema. Logo que conheci a Bruxaria, pouco tempo depois, eu engravidei. Foi uma época muito conturbada da minha vida, então continuei praticando muito pouco até meu filho ter uns dois anos. Nessa época eu comecei efetivamente as minhas práticas, com disciplina. E assim fiquei por... uns 10 anos ininterruptos. Daí veio a faculdade e, mais especificamente os dois últimos anos dela foram caóticos para mim. Eu trabalhava muito, estudava muito e não conseguia fazer minhas coisas. Nessa época eu diminuí o ritmo drasticamente, chegando a parar de praticar (mas sem nunca deixar de ser bruxa, de sentir-me bruxa). Foi horrível. Eu sentia muita falta, comecei a ficar bloqueada em vários aspectos mágicos, estava sentindo até fisicamente a falta que fazia a prática... mas não conseguia voltar. Daí tive amparo, muito amparo em outra religião, a Umbanda. Lá me aconselharam, me acalmaram e aos pouco fui voltando ao meu normal. Isso aconteceu já há uns 8 anos. Desde lá, até hoje, estou aqui, firme e forte. E hoje entendo que tudo o que houve foi extremamente importante para o meu dsenvolvimento enquanto bruxa, enquanto sacerdotisa. Aprendi a me equilibrar e a conciliar minha vida, pois entendi que sim, somos bruxas e sacerdotisas 24h por dia. Quando isso entrou em mim de verdade, eu pude compreender muito do que se passou, e que tudo que se passou serviu para me conduzir ao cumprimento dos meus propósitos.
Acho que a gente se (re)descobre quando tem quer ser. Ademais, a idade só me diz há quanto tempo seu corpo está encarnado, não me diz a idade da sua alma.
Viva intensamente a Arte e deixe que ela intensifique sua vida. <3
9 people like this
Você acha uma boa colocar o pentaculo pra fora durante uma tempestade para que ele carregue? Na verdade, ele precisa ser "carregado"?? Se sim, depois de consagrado, quais seriam as formas?
Acho que antes dessa pergunta, vc deveria estudar um pouco mais sobre o pentáculo. Te vejo muito confus@... <3
5 people like this
Lua depois de tanto mimimi que sò pelos Deuses, passo aqui nao pra te fazer uma pergunta, mas pra te desejar primeiramente um bom-dia e desejar uma otima semana! força na peruca e bjao! Poli :P
Obrigada!
O povo adora uma encrenca, isso sim... rs*
Beijoca, Poli <3
1 person likes this
você tem preconceito?
Acredito que todos temos preconceitos, mesmo que às vezes possamos não nos dar conta. Ele é sorrateiro... Quando menos esperamos, estamos sendo preconceituosos. Isso acontece pq o preconceito está relacionado com a ignorância, o desconhecimento daquilo que difere de vc, de sua esfera. Então, como não há alguém que saiba tudo de tudo, é muito comum existir o preconceito.
No entanto, quando a gente começa a se trabalhar, a se voltar para questões internas e externas como uma visão espiritual (não necessariamente religiosa), e entendemos que, no fundo, não há nada que não possamos aprender com o outro, por mais difernete que ele seja, e que não somos supremos conhecedores de tudo, então os preconceitos vão sendo dissipados.
Nesse passo, deixamos de ter preconceitos declarados e, mesmo que possamos ser pegos por eles vez por outra, conseguimos reavaliar isso e mudar. Seja para ter argumentos para aquela visão (nesse caso passa a ser um conceito - e isso não é absolutamente bom ou mau, é relativo), seja para mudar de opinião.
7 people like this
Cara, vou ter um quarto só pra fazer magia e queria saber se seria uma boa ideia pintar as paredes, teto e chão com símbolos, da pra dizer alguns que você colocaria se for o caso?
Acho que isso é muito pessoal.
Não sei qual linha vc segue para indicar símbolos.
Símbolos são muito sérios para indicar assim.
Mas que legal que vc terá um canto só para isso. Muito legal!
2 people like this
Na magia a Lei tríplice ou seja a lei do retorno é uma constante imutável!? Quero saber se para os rituais wiccanos , ao praticá-lo seria melhor uma caminhada solitária ou dentro de uma egrégora !?
São duas perguntas diferentes, certo?!
Bom, primeiro dixe-me dizer o que é Lei Tríplice, na minha opinião: nada mais é do que a máxima "daquele mais sabe, mais se exige".
Nesse sentido, eu a vejo como imutável, sim.
Algumas pessoas discordam disso, dizendo encontrar mecanismos de burlar a lei. Bem, talvez não estejamos falando da mesma coisa ou, então, talvez eu não tenha chegado nesse patamar de conhecimento, pois, até hoje, eu a vi em ação implacavelmente.
Sobre seguir solitário ou em grupo, acho ambas as experiências maravilhosas. Mas depende do coração de cada um. Ambos tem suas vantagens e desvantagens.
Na minha opinião, vivencie os dois. Para tanto, caminhe solitariamente até, e se, encontrar um grupo que lhe fale ao coração.
2 people like this
O que vc faria se descobrisse q seu filho mudou de religiao e visao de mundo, comportamento, etc, sob influencia de "life-coaches espirituais" no ask, q ficam botando coisas na cabeça de seu filho e influenciando ele?
Meu filho é cabeça feita e maior de idade. Além disso, temos um papo muito aberto sobre esse assunto (até por eu ter uma religião marginalizada e incompreendida por muitos). Então, certamente ele me falaria a respeito. Eu respeitaria a decisão dele.
Agora, se ele fosse menor. Aí, eu procuraria conhecer a religião e as pessoas com as quais ele fala.
Se fosse algo bacana, mesmo diferente da minha e da que ele foi criado, eu também respeitaria.
2 people like this
Como você muda o mundo?
Mudando a mim.
2 people like this
Posso cultuar a Rosana como uma Deusa?
hauhauahuahauhauahua
Vai fundo!!!
13 people like this
Lua, como você se refere a deusa-mãe minóica no seu culto? Por que nome?
Pois é, enquanto não decifrarem o Linear A, saberemos muito pouco... Ao que se sabe, ela tem muitos nomes, mas a referência principal dela é como Senhora (Potnia). Como tal ela assumia inúmeros outrso nomes e aspectos: Potnia Theron, Potnia Atana, Potnia Calípolis, Britomartis/Vritomartis, Althea, Higina, Elithya, etc. Também chamada de A Senhora dos Animais, A Senhora da Montanha, a doce Virgem, A Bela, A Dona, A Rainha... Segundo alguns estudiosos, ela seria a origem de muitas deusas gregas: Hera, Deméter, Perséfone, Athena, Réa, etc.
Complexo... Dada a complexidade, prefiro chamá-la de Senhora ou me referir a ela como Ela.
5 people like this
Quais são as 5 coisas importantes que você incluiria na sua lista de coisas a fazer?
Organizar meu guarda-roupa, organizar meu material de estudo, fazer a lista do próximo sabá, dar o feedback da Rebeca, escrever umas paradas atrasadas.
1 person likes this
recomenda o livro Com o Auxílio da Alta Magia, do Gerald Gardner?
Para falar a verdade, não li.
Bom dia. Estou morando na Irlanda e gostaria de saber se você pode me indicar alguma pessoa ou tradição de wicca/bruxaria por aqui para eu entrar em contato e quem sabe conhecer melhor suas práticas. Vou enviar a pergunta para algumas pessoas, espero que não ache ruim. Blessed Be.  Luna Ester
Amoooooooore!!!
O Elfo te respondeu, mas ela é mais pro Druidismo.
Preciso falar com vc, Luna!!!
Quero um treco daí. Vou mandar no seu Face para combinarmos o $.
Beijocas e saudades <3
1 person likes this
Quais os seus feiticeiros ou bruxos favoritos da ficção?
A tias de Practical Magic <3
2 people like this
Se na incorporação não se entende a língua que a pessoa fala, qual é a sua função?
No caso de uma incorporação de deidades, vc esta falando?
Se entende, sim. Mas não é um bate-papo, como acontece quando há incorporação de espíritos. Embora nessas últimas, às vezes também não haja um bate-papo.
Sugiro que vc leia sobre possessão/incorporação divina. Tem um artigo bem legal, aqui:
http://www.mortesubita.org/magia-do-caos/rituais-caoticos/possessao-ritual
Se quiser outras referências sobre a função vc também pode buscar estudar sobre as pitonisas de Delfos (com enfoque não nas plantas mágicas, mas na possessão divina em si), sobre os rituais dionisíacos, especificamente a mania (não vá pelo lado de descontrole, mas sim seus aspectos purificadores e elevadores), busque também no Egito (mas lá vc terá de limpar um pouco a pesquisa, pois tem muito peso cristão nas colocações, demonizando tudo).
;)
6 people like this
E se Jesus te perguntasse... Você precisa de mim? O que você responderia? http://imgur.com/9nurz3b
Diria que não, mas se ele pudesse me arranjar um pudim de leite moça agora, eu diria que sim.
11 people like this