Lua Serena @luaserena77
Lua Serena @luaserena77
Taubaté, SP
Pratico Bruxaria há 20 anos, sou taróloga, numerológa, professora, terapeuta, mãe, amante e feliz!
caldeiraodecirce.blogspot.com
Ask me a question
RSS answers
Gostaria de viver em uma sociedade matriarcal/matrifocal?
Não, gostaria de viver numa sociedade igualitária, onde homens e mulheres fossem respeitados, onde não existisse a diminuição de um ou de outro, onde as pessoas entendessem o grande mistério de ser diferente, mas vivendo a igualdade, sendo todos conscientes da complementaridade desses (e de outros) gêneros.
Meu sonho...
19 people like this
Uma imagem aleatória que você salvou em seu computador?
Uma imagem aleatória que você salvou em seu computador?
26 people like this
Lua, ameeei sua palestra ontem! É a primeira que consegui assistir... Minha reunião foi até cancelada. hahah Já leu os livros da Laurelei Black? Eu tenho o Cult of Aphrodite e o Aphrodite's Priestess. São muito bons... tem até uma "roda do ano" só com festivais helênicos de Afrodite.  Andreas Phoinix
Obrigada!
Que bom que gostou!
Eu queria deixar a palestra disponível, mas por algum problema na conversão do hangout para o youtube acabou ficando uma tela verde. Uma pena...
Mas vou tentar fazer um vídeo e postar no canal.
Não conheço esses livros, não. mas já anotei aqui!
bj
3 people like this
Qual o panteão de deuses você tem mais afinidade?
Tenho mais afinidade com deuses bem antigos, de cultos "mortos", de povos que deram origem a outros povos, como os etruscos e os minoicos.
11 people like this
Pode os estudos de Leland (Aradia - Evangelho das Bruxas) ser bem ficcional como os trabalhos de Margareth Murray?
Eu não diria ficcional, diria que ambos colocaram muito de suas próprias percepções em seus estudos, o qye, se estivermos falando de uma análise dentro dos padrões científicos e acadêmicos da época, pode tê-los levados ao descrédito por muitos. ocorre que a análise de culturas, religiosidade, fenômenos sociais etc, por mais científica que seja, sempre vai ter interferência de quem analisa. Uns interferirao mais, outros menos, mas sempre haverá interferência, especialmente no que tange a análise de costumes. Hoje, até mesmo em ramos ditos exatos, alguns cientistas questionam a interferência do observador, que dirá em humanas...
3 people like this
Meus feitiços não funcionam mais. Antes funcionavam e agora não mais. Dinheiro, amor, saúde, proteção, nada. E eu faço tudo direitinho. O que pode estar acontecendo?
Pode ser muitas coisas, mas o mais provável é que o problema esteja no centro do feitiço: VC.
Procure verificar seu poder pessoal e, consequentemente, como andam as suas atitudes para alcançar seus sonhos.
3 people like this
Você acredita em bruxas e feiticeiros?
Acredito em algumas bruxas e em alguns feiticeiros, já que no mundo há uma porção de mentirosos.
5 people like this
Você tem alguma habilidade mágica que às vezes se manifesta espontaneamente? Qual?
Eu simplesmente sinto as coisas... Como se não pudessem me enganar... só que às vezes não consigo expressar o que está havendo exatamente... É uma sensação péssima, mas já aprendi a lidar com ela e, às vezes, procuro fingir que não esta acontecendo nada... só para saber até onde vão as pessoas... hehehe
9 people like this
Explique a frase: "Fale a um Wiccano que vc é do Candomblé e ganhe um inimigo."
Acho generalista.
Idiotas existem em todos os lugares.
11 people like this
Qual musica você ouve quando está para baixo e precisa de um pouco de alegria?
Me identifico...
3 people like this
Quais são os pilares que ajudam a manter um relacionamento? Sem as respostas clichês de sinceridade e mimimi :) (saudadeee!)  NaneClemente
Putz... Não sei... hauhauahua
Mas eu acho que vc ser vc mesma e permitir que o outro seja ele mesmo ajuda muito, desde que haja também a flexibilização de certas coisas.
Colocar-se no lugar do outro ajuda muito.
Um dos cânceres em relacionamento é o egoismo.
Acho que é isso.
Beijo, beijo e saudades
6 people like this
A Tradiçao Wanen pertence à Wicca, Bruxaria Tradicional ou é uma outra vertente do Paganismo? Isso é, como Classificá-la ?
Pergunte ao Wagner Périco.
Ele, com certeza, é a pessoa certa para te esclarecer isso.
;)
1 person likes this
Linda Lua, pode citar algumas de suas pequenas práticas diárias preferidas para deixar seu dia-a-dia mais encantado? Bençãos plenas.
Procuro ter um tempo, ainda que curto seja, para ler/estudar um pouco sobre coisas que me fazem bem.
Procuro meditar diariamente, mesmo quando estou num ônibus (naqueles dias em que sei que não vou conseguir sentar na frente do meu altar).
Diariamente eu converso com os deuses e tem dias que sinto a necessidade de fazer um ritual. Grealmente são oferendas, cânticos (também gosto de criar músicas), defumar a casa, trocar as mandingas, fazer algum artesanato pagão... Essas coisas.
Nem todo dia dá para fazer tudo isso. Mas todo dia eu faço alguma coisa.
Ver e viver a vida através dos mistérios: chaves que abrem muuuuitos portais.
;)
9 people like this
Olá, Lua. Qual é o período mais propício para um casamento: Mabon ou Samhain?  Amanda Rodrigues Vieira
Na minha opinião, o período que seu coração mandar.
4 people like this
"Viva intensamente a Arte e deixe que ela intensifique sua vida". Achei essa frase linda!!!!
Uma verdade que meu coração aprendeu. <3
O que eu tenho que fazer para você casar comigo?
Ser o Elfo. Não, pera... Não tem como!
5 people like this
Lua, quais livros indica sobre o estudo da religião minoica?  Hekátos Grecus
Complicado, Hekátos, pq o que se sabe é a partir da interpretação dos sítios arqueológicos. Então, todos os livros de arqueologia de Creta e Thera podem te ajudar. O problema é que a maioria não explora diretamente a religiosidade, mas os aspectos culturais e sociais, além da arquitetura e arte (olhos apurados podem puxar o fio da meada também a partir desses estudos também).
Outro entrave é que não temos muitas publicações em português sobre o assunto. Tem um do Sinclair Hood, Os Minoicos, que trata de diversos aspectos da civilização e até que fala um pouco da religião, das figuras centrais daquela religiosidade : Potnia e Potis (Senhora e Senhor).
Um muito bom que recomendo (talvez um dos mais completos) seja o do Marinatos, Minoan Religion.
E tem também as raridades (que são meu sonho de consumo): os estudos do Artur Evans.
Tenho uma listinha om vários títulos, se quiser depois te passo, mas alguns eu ainda não li.
4 people like this
Qual magia uso para pegar várias mulheres?
Mulheres não são objetos para serem pegas.
4 people like this
Bora queimar um beque?
Não curto.
2 people like this
Lua, como foi celebrar o casamento da Josy? Muita emoção ou segurou bem a onda? Foi nos moldes de um Handfasting wiccano ou algo próprio?
Ainda não fizemos a celebração, apenas uma bênção na festa, depois do civil.
Vamos fazer a cerimônia depois, nos moldes do Semente.
3 people like this
quantos caminhos iniciáticos você trilhou?
Então, eu conheci a Bruxaria muito cedo, razão pela qual trilhei todos depois de já ser bruxa. Já trilhei o rosacrucianismo, o martinismo e a Umbanda. Mas nos dois primeiros eu diria que, embora haja muita coisa legal, há uma série de pontos conflitantes para mim. Ademais, as iniciações por que passei na Arte e até mesmo na umbanda, foram infinitamente mais profundas e essas sim substancialmente transformadoras.
Fiquei onde minha alma pediu para ficar.
E, ao contrário do que muitos falam, eu acho legal conhecer outros caminhos, beber de outras fontes. Isso só reforçou meu chamado na Arte até hoje.
Mas, ao contrário de outros, eu não sou capaz de trilhar várias coisas ao mesmo tempo. O Elfo, por exemplo, consegue, e consegue até mesmo caminhos opostos, superando os pontos conflitantes, já que ele é um universalista. Eu admiro, isso nele, mas no o coração bate mais forte seja Arte do que por qualquer outro caminho iniciático ou até mesmo religioso, ou espiritual.
3 people like this
Como foi o início de seus estudos na bruxaria? Digo a rotina. A partir de qdo começou a praticar? Já era mãe? Como conciliava? Acha possível alguém q descobriu a bruxaria com quase 40 ser boa bruxa? Desculpe as várias perguntas
O início acho que foi como da maioria, adolescente, lendo muito e praticando pouco. Lia no ônibus, devorava tudo que se relacionava com o tema. Logo que conheci a Bruxaria, pouco tempo depois, eu engravidei. Foi uma época muito conturbada da minha vida, então continuei praticando muito pouco até meu filho ter uns dois anos. Nessa época eu comecei efetivamente as minhas práticas, com disciplina. E assim fiquei por... uns 10 anos ininterruptos. Daí veio a faculdade e, mais especificamente os dois últimos anos dela foram caóticos para mim. Eu trabalhava muito, estudava muito e não conseguia fazer minhas coisas. Nessa época eu diminuí o ritmo drasticamente, chegando a parar de praticar (mas sem nunca deixar de ser bruxa, de sentir-me bruxa). Foi horrível. Eu sentia muita falta, comecei a ficar bloqueada em vários aspectos mágicos, estava sentindo até fisicamente a falta que fazia a prática... mas não conseguia voltar. Daí tive amparo, muito amparo em outra religião, a Umbanda. Lá me aconselharam, me acalmaram e aos pouco fui voltando ao meu normal. Isso aconteceu já há uns 8 anos. Desde lá, até hoje, estou aqui, firme e forte. E hoje entendo que tudo o que houve foi extremamente importante para o meu dsenvolvimento enquanto bruxa, enquanto sacerdotisa. Aprendi a me equilibrar e a conciliar minha vida, pois entendi que sim, somos bruxas e sacerdotisas 24h por dia. Quando isso entrou em mim de verdade, eu pude compreender muito do que se passou, e que tudo que se passou serviu para me conduzir ao cumprimento dos meus propósitos.
Acho que a gente se (re)descobre quando tem quer ser. Ademais, a idade só me diz há quanto tempo seu corpo está encarnado, não me diz a idade da sua alma.
Viva intensamente a Arte e deixe que ela intensifique sua vida. <3
9 people like this
Você acha uma boa colocar o pentaculo pra fora durante uma tempestade para que ele carregue? Na verdade, ele precisa ser "carregado"?? Se sim, depois de consagrado, quais seriam as formas?
Acho que antes dessa pergunta, vc deveria estudar um pouco mais sobre o pentáculo. Te vejo muito confus@... <3
5 people like this
Lua depois de tanto mimimi que sò pelos Deuses, passo aqui nao pra te fazer uma pergunta, mas pra te desejar primeiramente um bom-dia e desejar uma otima semana! força na peruca e bjao! Poli :P
Obrigada!
O povo adora uma encrenca, isso sim... rs*
Beijoca, Poli <3
1 person likes this
você tem preconceito?
Acredito que todos temos preconceitos, mesmo que às vezes possamos não nos dar conta. Ele é sorrateiro... Quando menos esperamos, estamos sendo preconceituosos. Isso acontece pq o preconceito está relacionado com a ignorância, o desconhecimento daquilo que difere de vc, de sua esfera. Então, como não há alguém que saiba tudo de tudo, é muito comum existir o preconceito.
No entanto, quando a gente começa a se trabalhar, a se voltar para questões internas e externas como uma visão espiritual (não necessariamente religiosa), e entendemos que, no fundo, não há nada que não possamos aprender com o outro, por mais difernete que ele seja, e que não somos supremos conhecedores de tudo, então os preconceitos vão sendo dissipados.
Nesse passo, deixamos de ter preconceitos declarados e, mesmo que possamos ser pegos por eles vez por outra, conseguimos reavaliar isso e mudar. Seja para ter argumentos para aquela visão (nesse caso passa a ser um conceito - e isso não é absolutamente bom ou mau, é relativo), seja para mudar de opinião.
7 people like this