Ask @brunolbatista:

Comentando sobre o seu post da Ciência dos Canabinoides, quanto à parte em que vc diz que o que guia nossa política de drogas seja um modo "irracional e cristão" de pensar, não acho que seja 100% assim, pois sou católico praticante, faço uso recreativo da cannabis e isso nunca atrapalhou minha fé.

Olá, meu caro.
Sim, realmente acredito que a maioria dos usuários são religiosos, de alguma forma. Temos a religião rastafári e também os hindus que comprovam isso pelo mundo. Mas sei que muitos cristãos também usam cannabis.
Quando disse um modo "irracional e cristão" de pensar, eu estou me baseando nas doutrinas das religiões. Por exemplo, a doutrina da Igreja Católica Apostólica Romana é fortemente contra o uso de cannabis. O próprio Papa é veemente contra a regulamentação da cannabis (cf. http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/06/papa-francisco-diz-ser-contra-legalizacao-de-qualquer-tipo-de-droga.html).
E além disso, acho que você pode constatar por conta própria como os evangélicos são contra a cannabis. O parlamentar Magno Malta, por exemplo, criou a Frente Parlamentar Contra Legalização das Drogas. A bancada evangélica é uma das grandes opositoras à cannabis no Congresso, mesmo se tratando do uso medicinal. Basta ver a página do Facebook "Brasil Sem Drogas" que é gerenciada, até onde sei, por evangélicos, ou ver a "psicóloga" Marisa Lobo (cf. https://www.facebook.com/movimentobrasilsemdrogas/?fref=ts) que é uma verdadeira piada.
Mas claro, isso não significa que todo cristão seja irracional. Mas para isso você tem que ignorar a doutrina e aceitar os dados da ciência. Eu mesmo sendo ateu sinto que existe algo de espiritual na cannabis, deixo com você uma frase de Carl Sagan:
"Eu não me considero uma pessoa religiosa, no sentido usual, mas há um aspecto religioso em algumas experiências. A sensibilidade em todas as áreas me dá um sentimento de comunhão com o meu entorno, tantos animados quanto inanimados. Às vezes, um tipo de percepção existencial do absurdo toma conta de mim e eu vejo com terríveis certezas as hipocrisias e posturas minhas e dos meus semelhantes.... A ilegalidade da cannabis é ultrajante, um impedimento à plena utilização de uma droga que ajuda a produzir a serenidade e discernimento, sensibilidade e companheirismo tão desesperadamente necessários neste mundo cada vez mais louco e perigoso." (cf. http://www.universoracionalista.org/carl-sagan-fala-sobre-sua-experiencia-com-a-cannabis/).

View more