Nos falanstérios que você propõe haveria algum obstáculo ao direito à privacidade? Um casal, por exemplo, teria um quarto só deles? Todos os dormitórios seriam expostos? Poderia explicar melhor?

Ricardo Silas
Num falanstério tanto há alojamentos coletivos quanto quartos particulares para quando pessoas quiserem gozar de privacidade para fazer sexo, por exemplo. Pode haver certo número deles que seriam reservados pelos interessados. Poderia, até mesmo, haver casais estabelecidos que queiram quartos permanentes. Isso vale para qualquer tipo de formação gâmica (homo, hetero, mono ou poli). Também pode acontecer que, quando se nasce um bebê, até certa idade, se queira mantê-lo separadamente junto da mãe, com ou sem a companhia do pai ou da outra mãe. Não há nada fixado. Se preciso, se constroem mais cômodos. Falanstérios são sempre construções bem espaçosas com disponibilidade de terreno para expansão. Tem que ter vários salões de lazer, com jogos, televisões, instrumentos musicais, locais para se praticar atividades físicas, artísticas, bibliotecas, sala de reunião, auditório, cinema, creches, além de dispensa, cozinha, refeitório, lavanderia, vestuário, horta, pomar, garagem, oficina de consertos, ambulatório ou enfermaria e o que mais for preciso para manter a vida comunitária. Até capela para o caso de haver alguém religioso.

View more