Ask @ligadosbetas:

Qual a diferença de "estória" para "história"?

Oi, tudo bom?
Bem, há um grande debate sobre isso! Mas, geralmente, a diferenciação ocorre da seguinte forma: "história" seria usado para aquilo que aconteceu de fato, enquanto "estória" para situações imaginárias, ficcionais.
Você pode ler um pouco mais sobre isso aqui: https://duvidas.dicio.com.br/historia-ou-estoria/
Espero que ajude <3

View more

O certo é "é, sim" com vírgula ou "é sim" sem vírgula? Exemplo: "Maria é bonita?" Nesse caso emprego "é, sim" ou "é sim"?

Olá!
Como vai? :D
O correto seria "é, sim", com vírgula!
Temos uma aulinha lá na Liga explicando direitinho sobre isso, que tal dar uma olhada? https://fanfiction.com.br/aula/23/Caminho_do_Ninja_Amador_missao_02_Meta_02_Parte_II_pontuacao_II_virgula
Espero que ajude!
Beijo <3

View more

O que seria correto? Faltando os treinos ou faltando aos treinos?

Oi! Tudo bom?
Quando no sentido de não comparecer aos treinos, o verbo é transitivo indireto: faltando aos treinos.
Já se for no sentido de não haver treinos suficientes, o verbo é intransitivo: faltando os treinos.
Espero ter ajudado ;3

View more

Olá! Quando vocês vão fazer outro processo seletivo pra Liga dos Betas? Estou de férias e acho que seria algo muito produtivo, pra mim e pra quem também tem essa disponibilidade. Obrigada pela atenção c:

Bia
Oi, Bia!
Tudo bom?
Acreditamos que o próximo processo seletivo seja em meados de outubro, mas fique de olho!
https://fanfiction.com.br/liga_dos_betas/pagina/39/Acompanhe_o_processo_seletivo/
Um grande beijo <3

View more

Olá! Eu estou querendo escrever uma estória, mas nunca escrevi uma e gostaria q me dessem uma ajuda se oq vale mais a pena e qual a melhor opção se seria uma short-fic ou uma long-fic e tenho uma pequena dúvida tbm d saber qual a diferença entre prólogo e epílogo. Aahh eu adoro a Ask d vcs muito 😁😁

♪ Ana Vitória Carvalho ♀
Oi, Ana!
Tudo bem?
Agradecemos demais o seu carinho! Também nos traz enorme alegria ver que você deseja entrar nesse mágico mundo da escrita ^u^
Quanto ao tamanho da sua primeira história, tudo depende da complexidade do enredo e o quanto você pode se dedicar a ele. Caso esteja insegura, uma boa ideia é começar por uma short, já que é mais simples. Quando você ganhar mais confiança, não hesite em escrever uma long!
Vou colocar aqui alguns links com dicas pra te ajudar a começar a escrever, lembrando que nesse mesmo site há um mundo inteiro de informações para escritores, use-o sempre!
5 dicas para começar suas histórias: http://ligadosbetas.blogspot.com.br/2017/05/5-dicas-para-comecar-suas-historias.html
Reconhecendo uma ideia ruim: http://ligadosbetas.blogspot.com.br/2016/10/reconhecendo-uma-ideia-ruim.html
Os 18 erros mais comuns em fanfics: http://ligadosbetas.blogspot.com.br/2013/04/os-18-erros-mais-comuns-em-fanfics.html
E, para sanar suas dúvidas sobre as diferenças entre prólogo e epílogo, adivinhe! O blog da Liga também tem um material maravilhoso sobre isso:
Prólogo: http://ligadosbetas.blogspot.com.br/2014/04/como-escrever-um-prologo.html
Epílogo: http://ligadosbetas.blogspot.com.br/2014/07/como-escrever-um-epilogo.html
Espero que eu tenha ajudado!
Um grande beijo <3

View more

O certo é logo logo ou logo, logo? Eu li em um algum lugar que depende da frase.

Olá, querido(a)!
Expressões repetidas que dão ênfase, como "logo, logo" ou "já, já", devem, sim, ser separadas por vírgulas.
Espero ter ajudado!
Um grande beijo <3

View more

O próximo processo seletivo para beta readers já tem data marcada? Abraços!

Olá, querido (a).
Infelizmente, ainda não. Porém, fique alerta porque ainda vão acontecer dois processos até o fim do ano, ou seja, o próximo deve ser daqui a pouquinho.
Um grande beijo <3

View more

Qual está correto: "de um lado para outro" ou "de um lado para o outro"? Por que? (se vocês puderem citar uma fonte, eu acho ainda melhor) Obrigado.

Olá, querido(a)!
Tudo bem contigo? ^u^
As duas escritas estão corretíssimas! A diferença pode ser sutil e puramente semântica. Veja que o artigo "o" define o lado, sugerindo (atenção, não é explícito) que se foi para aquele oposto ao inicial. Assim, quando você diz "para outro", pode ser para qualquer outro lado diferente do inicial.
Um grande beijo, espero ter ajudado <3

View more

Quantas palavras um prólogo deveria ter? O certo é ser curto ou longo? Nós começamos a história nele? Fazemos a pessoa se importar com o personagem? Essas dúvidas estão me matando, preciso de ajuda.

Luiza Cielo
Olá!
Então, embora não haja um número, seja de palavras ou de páginas, entendido como o ideal para um prólogo, o que aconselho é que não o faça muito grande para que você não se distancie do objetivo dele e para que não corra o risco de entrar na história.
Um prólogo é um capítulo extra que precisa ter começo, meio e fim já determinados. Você pode retratar um cena que se passa antes da história propriamente dita começar ou uma cena adiante, como um climax em que a narrativa chegará e há autores que o usam como um espaço para conversar com o leitor.
O prólogo serve como uma base para que o leitor saiba o que esperar da história, mas ela não começa nele. "Mostre seu personagem em alguma cena que possua significado para a história, mas não necessariamente faça parte dela. Ou ainda uma cena que possa desencadear os acontecimentos que serão o foco da sua história." Apresente os personagens e trabalhe nas características marcantes, como pode ser o caso do sarcasmo e a astúcia, não deixe transparecer algo que eles não são, a não ser que, em sua história, se faça necessário. Um exemplo? O vilão que todos acreditavam ser o mocinho.
Acho importante ressaltar que é por meio dele, do prólogo, que o leitor terá o primeiro contato com a sua história, portanto, é com ele que você o cativará. Elabore uma situação que não deixe o leitor se perguntando a razão de ter lido aquilo ou qual a ligação com a narrativa, mas que seja empolgante e que o leve a um desfecho de cena interessante. Lembre-se, o prólogo tem começo, meio e fim.
Vou deixar o link de um artigo na Liga que trata justamente dessa ferramenta. Espero que a resposta tenha lhe ajudado e tenha sempre a Ask da Liga a sua disposição.
Boa escrita! :D
http://ligadosbetas.blogspot.com.br/2014/04/como-escrever-um-prologo.html

View more

"Pouco a pouco, nossos amigos foram indo embora, deixando-nos a sós." "Foram indo" está correto gramaticalmente? Se não, podem me ajudar a substituir o termo? Obrigada!

Olá, como vai?
A expressão "pouco a pouco" já passa a ideia de que eles foram embora gradativamente, portanto você pode omitir o gerundismo e manter apenas o verbo "foram":
Pouco a pouco, nossos amigos foram embora, deixando-nos a sós
:D

View more

Um beta da Liga beta exclusivamente histórias que SÓ estejam postadas no Nyah, ou podem betar alguma es esteja postada em dois ou mais, sendo um deles o Nyah?

Tia Akuna
Olá, como vai?
A obrigatoriedade é que a história seja postada no Nyah, independentemente de outras plataformas que o autor utilize para publicar a mesma.
^u^

View more

Não é uma pergunta, mas gostaria de dizer que adoro o site de vcs, me ajuda e inspira muito a escrever. Fiquei feliz de ver que ainda estão ativos e tem um twitter tbm :) Ty por estar sempre ajudando à nós amadores ♥

Own <3
Nós ficamos muito felizes em ajudar! Agradecemos muito pelo carinho.
Um grande beijo de todos nós da Liga!

View more

Oi, quero saber quando vocês abrirão as inscrições para o processo seletivo de novos beta readers (2017).

Bruna Tiago
Olá, Bruna!
A previsão para o primeiro processo deste ano é 02/05. Contudo, a seleção está passando por modificações, então fique ligada no seguinte link: https://fanfiction.com.br/liga_dos_betas/
Um grande beijo e boa sorte! :D

View more

Vcs são muito bacanas!

Agradecemos muito o carinho! :*

View more

Me ajude, por favor. Quais defeitos são bons para um personagem a fim de deixá-lo cativante? E como escolher nomes que não sejam comuns e não muito bizarros para os personagens?

Olá, como vai?
Nosso blog tem artigos muito bons sobre construção de personagens, que tal dar uma lida neles?
http://ligadosbetas.blogspot.com.br/2014/03/personagens-marcantes.html
Encontre mais em http://ligadosbetas.blogspot.com.br/
Boa escrita! :D

View more

Muitas vezes, quando começo a ideia de um livro, ou quando começo um simples capitulo, me sinto uma idiota... Como se não valesse a pena e ninguém fosse ler ou gostar da ideia ): o que fazer quanto a isso?

Olá, querido(a)!
Não sou a melhor das conselheiras, mas vamos lá >.<
Todos os autores, sem exceção, passam por isso pelo menos uma vez na vida. O que posso dizer a você é que não se preocupe: escreva por escrever, escreva para lavar a alma, escreva para desabafar, escreva porque quer. Não existe algo que não valha a pena ser escrito, mesmo que seja com o simples objetivo de alívio pessoal.
Os leitores aparecerão eventualmente e, acredite, existe sempre ao menos uma pessoa que se identificará com o que ler e vai agradecer a você, mesmo que internamente, por tê-la proporcionado essa experiência.
No mais, desejo boa sorte <3

View more

oii, eu queria um beta não só p fazer a betagem mas também p me ajudar c a história, como faço?

Olá, como vai? ^u^
Os Betas têm o dever de analisar não somente o aspecto gramatical das histórias, mas também a construção do enredo, personagens e espaço-tempo. Contudo, eles não cumprem a função de coautores! Podem sim indicar possíveis furos na sua história, ou então dar sugestões para melhorar, mas quem monta os acontecimentos é você.
Infelizmente, caso você deseje um coautor, precisará encontrá-lo por conta própria.
Boa sorte em sua caminhada e não esqueça de acessar esta página para sanar mais dúvidas sobre o que os Betas fazem: https://fanfiction.com.br/pagina/46/Deveres_do_escritor_e_do_beta_reader/

View more

Oi. Sempre gostei muito escrever e ler e gostaria de saber se posso participar da vossa fanfic com escritora assim como leitora, claro, pois li a sipnose de alguns livros e fiquei muito curiosa? Eu comecei um livro à pouco tempo chamado "Liz Jones e a mascára de Nefertiti".

Olá :D
"Da nossa fanfic"? Como assim, haha :) ? A LIGA DOS BETAS tem uma FICTION (história original, e não "fanfic", história de fãs) no site Nyah!Fanfiction :) , mas acho que não era disso que estavas a falar...
(Para ajudar a divulgar, fica aqui o nosso link também, haha <3 :V https://fanfiction.com.br/historia/650871/Disturbio/)
Acho que estarias a falar do site e da escrita de fanfics no geral, não :) ?
Então, podes escrever sobre o que quiseres <3 e usar o site tranquilamente :) , para fanfics e para originais, para poesias e para prosas, para contos e para livros inteiros~ (lê as regras de postagem para mais informação).
Há alguns autores que não gostam que se escrevam fanfics dos seus trabalhos (Anne Rice, Nora Roberts, para mencionar duas), mas é bem raro e uma pesquisa no Google ajuda-te a entender qual a posição do autor do trabalho original em relação a isso :) .
Depois, crias uma conta no Nyah e, depois de leres bem as regras de conduta e de postagem <3 , começas a postar a tua história :D !
Não tem muito mais para saber, haha ^^ , é só isso.
Tens também o grupo do Nyah (https://www.facebook.com/groups/103030110037641/) e o da Liga dos Betas (https://www.facebook.com/groups/sblan/), para interação com outros escritores e leitores :D !
Se tiveres alguma questão mais direta, estaremos disponíveis para ajudar :) . Porém, se a questão se prender com o site e com o uso dele, aconselhamos-te a consultares o suporte do Nyah mesmo (https://fanfiction.com.br/suporte.php), porque eles é que são as pessoas certas para falar mais do site :) . Nós, aqui, somos a Liga dos Betas, responsáveis pela se[c]ção de português, pelo nosso blog, e pelo trabalho de acompanhamento e auxílio em relação às histórias mesmo :) , não trabalhamos com ajuda direta do site, não é esse o nosso papel :) .
Espero ter dado algumas indicações na direção certa, e espero que aproveites muito o site <3 e te divirtas, acima de tudo :D !
Até à próxima~~

View more

Olá! Tem alguma maneira de representar uma interrupção na fala de um personagem sem descrevê-la? Por exemplo: "- Luiz, eu - ele me impediu de continuar falando." Posso só colocar um travessão e colocar a fala do outro personagem? Agradeço a ajuda!

Olá :D
A minha sugestão mais simples é colocares reticências, que é o sinal que indica que uma frase não foi concluída. Tradicionalmente, o travessão não é usado no final de uma fala sem que nada se siga, e ele não indica uma interrupção na escrita do português.
O que é normal vermos autores a usar é o hífen / travessão / meia-risca sem espaço, e normalmente isso acontece em textos ingleses. A pontuação inglesa, principalmente no que diz respeito aos diálogos e até o uso dos travessões, é muito diferente da nossa, desde a quantidade de espaços entre os sinais e as palavras, à presença de vírgula, à posição dessa vírgula, entre outros fatores e questões.
Isso torna-se mais claro e, talvez, tb menos confuso, se recordarmos que em inglês o travessão nunca tem espaço entre si e as palavras que o rodeiam e, em português, é incorreto não colocar esse espaço :) . Esses exemplos de interrupções como o teu nunca colocam espaço entre o travessão / hífen / meia-risca e a palavra que o antecede.
(Estou a partir do princípio que estás a sugerir algo como:
"— Luiz, eu—
— Não quero ouvir mais nada!")
Em português, a marca de interrupção é o uso de reticências. Elas têm vindo a associar-se com a suspensão de uma ideia, uma pausa. Mas recorde-se que elas só suspendem uma ideia e mostram uma pausa porque a suspensão da ideia, a pausa, INTERROMPE a frase :) . Pode ficar meio estranho colocar reticências porque o leitor pode achar que a personagem deixou a frase a meio de propósito, mas o local onde se colocam essas reticências ajuda nesse esclarecimento :) . Podes colocar uma palavra cortada a meio :D e a ideia fica mais nítida, penso eu. A organização e o conteúdo das falas, também o uso de pontuação mais emotiva, podem ajudar nisso também :D .
Vê estes exemplos:
" — Luiz, eu...
— Não quero ouvir mais nada."
Aqui parece meio leve, não? Talvez tenha interrompido, talvez o outro tenha deixado a frase a meio. Mas assim fica mais claro, penso eu:
"— Luiz, eu...
— Não quero ouvir mais nada!"
Com o ponto de exclamação, mostra-se que a pessoa falou com uma entoação mais marcada, muito provavelmente interrompendo o outro :)
Porém, o que eu costumo fazer, é deixar uma palavra a meio:
"— Luiz, eu s...
— Não quero ouvir mais nada!"
Assim, claramente se percebe que houve alguma coisa deixada a meio :D
Também tento colocar gestos, palavras ou descrições que ajudem. Esse "Não quero ouvir mais nada!" é algo que alguém diria interrompendo outra pessoa. "Já chega", "cala-te", são outros. Movimentos das mãos podem simbolizar uma interrupção também :) . Em vez de dizeres "interrompeu" podes dizer "me impediu de falar", ou "ele disse em voz alta", ou usar metáforas com verbos como se eles fossem verbos de fala, tipo "ele cortou", "ele atirou", que transmitem movimento rápido, tal como acontece quando se interrompe alguém :).
Estas são as minhas sugestões. Não recomendo o uso do travessão; em português ele separa diálogo da narração, não mostra interrupções das falas :(

View more

Como tornar o meu senso crítico mais aguçado?

Olá :)
Responder a uma pergunta assim não é fácil com este espaço limitado do ask, haha.
Para elaborar um bocadinho, gostaria de discutir contigo o que é "gosto" e o que é "senso crítico".
Ao longo dos anos a noção de "gosto" foi mudando muito, desde as esculturas da Grécia clássica às pinturas de hoje em dia em que encontras uma linha preta numa tela branca e pagas 30 M de dólares pelo quadro... *cof cof*, o que mostra que o que é considerado "bom", o que apela às pessoas, também foi mudando.
Hoje em dia entende-se, mais ou menos, que o que é considerado "bom" em termos artísticos é o que causa admiração e prazer no sujeito que admira a obra. Pode sê-lo de uma forma que o faça tremer com um drama estrondoso, pode sê-lo com uma flor bonita que aprecias num parque. O gosto muda, o efeito no sujeito, não.
O que consideras "bom" também varia consoante a pessoa que tu és, e vai ser diferente do que o que outros consideram "bom". E mesmo tu, a pessoa que és, também vais considerar coisas diferentes "boas" ao longo da vida.
O gosto é incrivelmente pessoal e é incrivelmente subjetivo, na maioria dos casos.
O que se entende por "senso crítico" é aquilo que te permite olhar para uma obra e dizer se ela é boa ou não, não só a nível pessoal, mas num nível mais geral. Existem críticos de arte, de livros, de cinema porque são pessoas com um senso crítico, como tu disseste, "aguçado". São pessoas que têm um discernimento trabalhado para conseguirem identificar nas obras o que pode suscitar admiração e prazer, e conseguem identificar coisas que impedem isso de acontecer.
E, como acabei de dizer, esse discernimento é "trabalhado", sim. Portanto, podes aguçar o teu senso crítico.
Isso faz-se estudando muito muitas obras diferentes :) .
Se uma pessoa que nunca viu um filme vir qualquer coisa num cinema, vai achar que está a ter a melhor experiência do mundo. Se ela vir dois filmes, vai poder comparar um com o outro, e decidir que um é melhor por qualquer motivo que ela considere válido. Se ela vir 30 filmes, ela vai saber ver melhor o que compõe um filme bom e o que compõe um filme mau, e vai saber também ver quais filmes foram lentos e quais foram apressados, e quais tiveram o tempo muito bem trabalhado, ao ponto de ela nem reparar nele. Vai ver muitos atores e vai conseguir perceber que há uns melhores e outros piores. Ouvirá músicas relacionadas com as cenas que a farão chorar, e vai reparar que há músicas que já lhe trazem um sorriso e a preparam para algo cómico.
Portanto, o senso crítico de uma pessoa trabalha-se e aguça-se aumentando os termos de comparação dela. Um bom crítico é alguém com experiência para saber o que funciona e o que não funciona numa obra. A crítica é sempre subjetiva porque é pessoal, isso é importante, mas um bom crítico é alguém que se faz valer de uma opinião fundamentada por ter estudado muitas obras e ter um pouco de noção dos elementos que as compõem bem.
Assim, lê mais, se o que queres é ser um leitor mais crítico :) !

View more

Quando o uso do pretérito mais-que-perfeito é essencial?

Olá :D
O uso do pretérito-mais-que-perfeito é essencial quando tens duas ações passadas, uma anterior à outra :) .
Pretérito: algo que já passou.
Perfeito: algo que já tem um final, concluído.
Assim, em português, temos dois tempos para mencionar ações já terminadas no passado: o pretérito perfeito e o pretérito mais-que-perfeito.
O pretérito perfeito é utilizado quando queres mencionar uma ação simples concluída no passado (Ela chegou). O pretérito mais-que-perfeito surge a par do perfeito, e refere uma ação concluída no passado AINDA ANTERIOR a essa outra ação passada (Ele chegou. O Pedro já havia saído.)
Basicamente, o pretérito mais-que-perfeito menciona ações passadas AINDA MAIS no passado do que outra ação :) . Este é o seu uso principal.
O mais-que-perfeito tem duas formas. Tem uma simples (acontecera, chamara, dissera, contara...) e tem uma composta (tinha acontecido, havia chamado, tinha dito, havia contado, podendo usar-se o "ter" ou o "haver" como auxiliares). Ambas as formas podem ser usadas nas mesmas frases porque correspondem exatamente ao mesmo tempo :) .
(Tinha feito = fizera = havia feito)
Para informações mais detalhadas, podes consultar a aula do Nyah sobre o pretérito mais-que-perfeito, cheia de informações úteis, onde te é explicado calmamente como construir os tempos compostos, a diferença de uso do "ter" e do "haver", o que é essa forma verbal que acompanha o "ter" e o "haver" (o particípio do verbo), o que fazer com verbos irregulares, e está cheia de exemplos que podem aclarar mais a situação para ti:
https://fanfiction.com.br/aula/38/Caminho_do_Ninja_Amador_nivel_II_missao_06_Meta_03_verbos_III_o_preterito_mais-que-perfeito
Em paralelo, podes consultar também a aula do pretérito perfeito e do imperfeito, porque são esses os tempos que normalmente acompanham o mais-que-perfeito:
https://fanfiction.com.br/aula/37/Caminho_do_Ninja_Amador_nivel_II_missao_06_Meta_02_verbos_II_emprego_do_preterito_perfeito_e_imperfeito_do_indicativo
O Nyah! tem aulas para todos os tempos verbais :) , caso queiras explorar um pouco mais do assunto. Se estiveres a fazer a pergunta para saberes como utilizar os tempos da escrita, e se quiseres um pouco de informação sobre todos os tempos verbais e os seus usos narrativos num só texto, o blog da Liga também te pode ajudar com este post:
http://ligadosbetas.blogspot.pt/2013/10/por-shirayuuki-liga-dos-betas-bom-sou.html
Esperamos ter respondido à tua dúvida :)

View more

Oi, oi! Sabem me dizer se o correto é "Quero encontrá-lo logo" ou "Quero encontra-lo logo"? É que é a junção de encontrar + ele, então fico me perguntando todos os dias se o acento ali é realmente necessário...

Olá, olá :)
O acento é realmente necessário, sim :) .
Verbos terminados em "-ar" perdem um "-r" e ganham um acento agudo; verbos terminados em "-er" perdem um "-r" e ganham um acento circunflexo / chapéuzinho; verbos terminados em "-ir" só perdem o "-r" e não têm qualquer acento, a não ser que se queira mostrar que não há ditongo (casos muito específicos em que há duas vogais antes do "-r" - ver "partir" VS "concluir" mais abaixo).
E os acentos surgem quando o verbo está no infinitivo, ou seja, sempre que tem um "-r". Se o verbo que ganha pronome não termina em "-r" na frase, o verbo não precisa de acento.
Exemplos:
"Quero encontrá-lo logo. Quero bebê-lo logo. Quero parti-lo logo. Quero concluí-lo logo."
(quero encontraR, quero bebeR, quero partiR, quero concluiR - todos os verbos estão no infinitivo e terminam com um -r nestas frases)
Esse acento significa que o verbo perdeu o "-r". Esse "-r" abria o "a" :) , então tens de mostrar que o "a" continua aberto e bem carregado.
Sem acento, estarias a utilizar outro tempo verbal, algum que não tivesse um -r e uma vogal aberta.
"Ama" VS "Amar" ( "ama" vs. "amá")
"Você ama o Pedro." - Você ama-o.
"Você vai amar o Pedro." - Você vai amá-lo.
(NOTA:
Não é o "-l" da segunda frase que coloca o acento. É a queda do "-r" mesmo. Vê com o "tu":
"Tu amas o Pedro" VS "Tu vais amar o Pedro"
"Tu ama-lo" VS "Tu vais amá-lo"
> Tem sempre "-l" no pronome, mas só quando perde o -r é que ganha acento no verbo!)
Com o "-ir", o acento distingue diferentes palavras, e desfaz ditongos, quando há uma vogal antes do "i" no verbo. O "-r" unia-se ao "i" e desfazia o ditongo "ui" com "concluir". Ora compara, lendo em voz alta:
"Concluir" VS "Conclui"
"Conclui" VS "Concluí "
"Este parágrafo vai concluir a minha apresentação."
"Este parágrafo conclui a minha apresentação."
"Com este parágrafo eu concluí a minha apresentação"
Assim, tens de ter uma marca que saliente esse "-i" quando ele for aberto e o "r" não estiver lá para abrir a vogal:
"Este parágrafo conclui a minha apresentação" - "Este parágrafo conclui-a."
"este parágrafo vai concluir a minha apresentação" - "Este parágrafo vai concluí-la."
Não sei quão notório isso é no português do Brasil oralmente, porque sou portuguesa e para nós as vogais abrem e fecham muito, ao contrário do que acontece aí. Mas penso que a oposição direta dos exemplos consegue mostrar bem como são diferentes os sons dos "a" na parte final da palavra, e o que leva o acento a existir.
O acento está presente sempre que a vogal final for aberta (infinitivo, com "-r", é sempre aberta), e, nos casos em que há um "-i" só tem acento quando não quisermos que haja um ditongo, e o acento vem separar o "i" da outra vogal e dar-lhe destaque (comparar "conclui " com "concluí ", onde não é por desaparecer um -r que se coloca acento).
Encontrei dois links que podem ser úteis :)
https://goo.gl/tZSTcU
https://goo.gl/jpWrzf
(não tenho espaço, tive de diminuir os links! XD
Espero ter ajudado <3 !

View more

Teria como indicar um site didático (ou tentar me explicar, se não for abuso ^^') falando sobre ênclise? Estou com dificuldade para assimilar isso...

Olá :D
Um dos meus links preferidos é este do ciberdúvidas (https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/a-colocacao-dos-pronomes-atonos/11366) e ele também foi recomendado por outros betas :) . É muito completo e fácil de seguir :D .
Outro bom recomendado por mais betas é este do Infoescola :) (http://www.infoescola.com/portugues/colocacao-pronominal-proclise-mesoclise-enclise/)
Dando já algumas indicações básicas que podem ajudar a entender as regras, penso que é útil dizer que na norma formal do português os pronomes devem sempre vir depois do verbo. "Telefonar-lhe", "comeu-o", "atirou-lhe", etc.
No Brasil o padrão coloquial é virem antes, e isso acontece por uma questão de reforço. Em Portugal, repete-se o pronome exatamente pelo mesmo motivo ("Eu dei-te o presente a ti").
Contudo, na norma formal, o pronome deve vir depois do verbo e sem repetição. Isto, penso eu, ajuda a entender a diferença entre a ênclise e a próclise. Os pronomes devem vir sempre DEPOIS do verbo, exceto quando há umas palavras (ou umas estruturas frásicas específicas) que surgem em algumas frases e que irão puxar o pronome para trás do verbo. As regras que explicam quando um pronome é colocado atrás de um verbo e não depois dele são as regras que enumeram essas palavras que provocam esse salto do pronome. Há listas de palavras que fazem isso :) e há listas de estruturas de frase que anulam essas regras também, e que deixam o pronome aparecer onde o escritor da frase o quiser colocar.
Alguns atratores básicos são elementos negativos ("não lhe telefonei"). Outros tornam-se um pouco mais complicados e têm nomes mais chatos, mas lendo os exemplos desses links ficará mais claro qual é o modelo das frases que costuma ter os pronomes puxados para trás do verbo.
A resposta aqui tenta só enumerar alguns pontos principais que facilitem a leitura desses links, tendo em conta que o pedido de ajuda foi voltado para a sugestão de sites que explicassem isso em pormenor :) e não demos, então, uma resposta direta à questão, só guias para entender as repostas que surgem nos links. Se, depois da leitura, surgirem mais dúvidas, podes sempre voltar aqui e colocá-las :D , estaremos disponíveis para ajudar mais diretamente ^_^ !
NOTA: A Liga dos Betas é responsável pela se[c]ção de português do Nyah e em breve postaremos uma aula a explicar a colocação pronominal também no site :D . Vai valer a pena espreitar! Também tem já disponíveis aulas que se relacionam com o assunto, talvez fosse útil passar lá também :)
Esperamos ter ajudado!

View more

Olá, gostaria de saber a regra usada quando eu fecho o travessão ao finalizar a fala, pois sei que tem uma regra por isso colocamos com letra minuscula ou maiúscula depois. Desculpe se não consegui me expressar corretamente!

Olá, olá :D
Expressaste-te super bem, não te preocupes ^_^ !
Bom, a regra tem a ver com o VERBO da frase que surge depois da fala :) . Se esse verbo for um verbo "dicendi", um verbo que tenha a ver com falar, expressão, comunicação, então essa frase terá letra pequena, o que indica que o que é dito é descrito nessa mesma frase. Ora vê:
"— Eu gosto de morangos! — exclamou a Joana."
O verbo "exclamar" está diretamente ligado à fala, ele reflete a forma como a fala foi dita, ele expressa a "ação de falar".
O mesmo não acontece com verbos como "bater", por exemplo:
"—Eu gosto de morangos! — A Joana bateu com a mão na mesa."
O verbo "exclamar" relaciona-se com a fala, e, quando ele ou outros verbos "de fala" são usados, o que acontece é que a fala continua na narração.
Repara nos pontos e nas maiúsculas/minúsculas destes exemplos:
"— Eu gosto de frango — disse a Maria."
"— Eu gosto de frango! — disse a Maria."
"— Eu gosto de frango? — disse a Maria."
Em todos eles, o que veio depois da fala começou com letra minúscula. Isso acontece porque a fala continua pela narração, porque é isso que faz o "verbo dicendi" (verbo de fala). Se reparares, não há ponto final na primeira frase sequer. Nas outras, há ponto de exclamação e de interrogação, mas também há minúscula, porque esses pontos servem para marcar a entoação da frase mais do que marcam o final dela :) .
Pode parecer muito estranho, e talvez te pareça até muita informação de uma só vez, mas é bem simples, se estudares os exemplos :)
"— Eu gosto de frango! — a Maria reclamou."
"— Eu gosto de frango — a Maria explicou, encolhendo os ombros."
"— Eu gosto de frango... — respondeu a Maria, timidamente."
Olha agora 3 frases com um verbo que não é de fala:
"— Eu gosto de frango. — A Maria bocejou."
"— Eu gosto de frango! — A Maria bateu na mesa."
"— Eu gosto de frango? — A Maria não sabia."
Sempre o verbo descrever o ato de fala, ele será um "verbo dicendi", não tens de colocar ponto final entre a fala e a narração, e a narração virá com letra minúscula. Sempre que ele se referir a qualquer coisa que não seja um ato de fala, ele não será dicendi, e terás de ter um ponto final e letra maiúscula :) .
Para mais informações e uma explicação mais aprofundada e dada com mais calma, podes consultar este artigo do blog da Liga dos Betas: http://ligadosbetas.blogspot.pt/2014/11/como-pontuar-dialogos.html
Esperamos ter ajudado :D !
Se continuares com alguma dúvida sobre este assunto, ou se tiveres outra questão, nós estamos sempre por aqui ^_^ !

View more

Olá! O correto é "engasgar" ou "engasgar-se"? Obrigada pela ajuda!

Olá!
Então, as duas opções são corretas :D mas querem dizer coisas diferentes ^_^
"Engasgar" é o que algo faz quando tapa a garganta de alguém/ algum animal. "Engasgar-se" é a pessoa ficar com a própria garganta obstruída.
É o mesmo com "lavar" e "lavar-se" :)
"Lavar" implica que tu digas também o que foi lavado.
A Maria lavou... o carro. O João lavou... o banheiro. Os irmãos lavaram... os pés.
"Lavar-se" já diz que quem está a "lavar" se lavou a si mesmo (pleonasmo proposital, haha).
A Maria lavou-se = A Maria tomou um banho.
É uma expressão um pouco estranha, haha, mas existente :)
Idem para qualquer verbo com "-se": chamam-se verbos pronominais e simplesmente querem dizer que a ação que eles expressam recai sobre o próprio sujeito.
A Maria banhou o cão. Depois, ela se banhou. :)
Voltando ao "engasgar", podes dizer "O João engasgou-se com o pão" e estás a dizer que ele comeu pão e, sozinho, ficou com a garganta obstruída por ele, por exemplo. "O João engasgou o Pedro" é mais estranho, haha (NÃO CONFUNDIR COM "ESTRANGULAR"), mas isso quer dizer que de alguma forma ele fez com que o João ficasse entalado com alguma coisa.
Agora, antes de terminar, gostaria de falar da diferença entre "estrangular" e "engasgar".
"Engasgar" é normalmente usado, assim sem pronome, em construções tipo "O Pedro ficou engasgado com o pão". "Engasgar-se" é usado em frases mais ativas, como "O Pedro engasgou-se com o pão". O mesmo quando se quer usar isso de forma metafórica, como "engasgar-se com palavras" :)
No entanto, há quem use equivocadamente "engasgar" no sentido de "estrangular", em frases como a anterior, "O Pedro engasgou o João".
"Engasgar": sufocar, entalar, ficar sem ar por obstrução interna à passagem de ar. Algo dentro da garganta não deixa o ar passar, traqueia bloqueada.
"Estrangular": obstruir com elementos EXTERNOS a passagem do ar, pelo aperto do pescoço. A traqueia fica condicionada com isso. A corda da forca estrangula o condenado, por exemplo.
Espero ter ajudado! Desculpa a resposta longa para algo aparentemente simples, mas quis debruçar-me sobre tópicos comuns que normalmente se relacionam com essa palavra e com verbos com que acontece o mesmo com a presença do "-se"!
Resumindo: "engasgar" é bloquear a traqueia, "engasgar-se" é bloquear a própria traqueia.
Se tiveres mais alguma dúvida, estaremos por aqui * :D
Definições no dicionário, para exploração de informação adicionar sobre os termos comentados no final:
http://www.priberam.pt/dlpo/engasgar
http://www.priberam.pt/dlpo/estrangular
http://www.priberam.pt/dlpo/enforcar

View more

Next
  • 1681
    Posts
  • 893
    Likes

About Liga:

Liga dos Betas do Nyah! Fanfiction


Responderemos apenas a questões relacionadas com o uso da língua e gramática em geral, com desenvolvimento de histórias, questões a ver com leitura ou escrita. Qualquer dúvida em relação ao uso do Nyah deverá ser adequadamente direcionada ao suporte do site.